Lojas HUMANA

Almirante Reis 3Av. Almirante Reis 104-B 1150-022 Lisboa
Tel: (+351) 218 139 327

Almirante Reis 1Av. Almirante Reis 26-A 1150-018 Lisboa
Tel: (+351) 217 971 019

Júlio DinisRua Júlio Dinis 936 4050-322 Porto
Tel: (+351) 22 600 08 08

Morais SoaresRua Morais Soares 70 1900-348 Lisboa
Tel: (+351) 218 131 557

Almirante Reis 2Av. Almirante Reis 94 1150-022 Lisboa
Tel: (+351) 218 132 713

AreeiroPraça Francisco Sá Carneiro 10A - 10B 1000-160 Lisboa
Tel: (+351) 218 450 909

Fanqueiros, 225Rua dos Fanqueiros 225 1100-229 Lisboa
Tel: (+351) 218 861 187

CedofeitaRua de Cedofeita, 327 4050-109 Porto
Tel: (+351) 220 123 394

Passos ManuelRua Passos Manuel 62 4000-450 Porto
Tel: (+351) 22 201 17 80

Fanqueiros, 197Rua dos Fanqueiros, 197 1100-229 Lisboa
Tel: (+351) 210 183 041

Alexandre BragaRua Alexandre Braga 134 4000-124 Porto
Tel: (+351) 222 058 072

Avenida de Roma 3Av. Roma, 3. 1000-191 Lisboa
Tel: (+351) 211 502 048

5 de OutubroAvenida 5 de Outubro, 72 1050-059 Lisboa
Tel: (+351) 217 931 799

Tomás Ribeiro 16Rua Tomás Ribeiro 16 1050-234 Lisboa
Tel: (+351) 218 026 552

Santa CatarinaRua de Santa Catarina 513 4000-124 Porto
Tel: (+351) 220 190 115

Mais de 3.400 toneladas de roupa recolhidas em 2019

11-02-2020

A Humana recolheu mais de 3.400 toneladas de têxtil usado em Portugal no ano de 2019, o que representa um aumento de 15% em comparação com 2018. O têxtil que foi recuperado no ano passado corresponde a cerca de 7 milhões e 650 mil de peças de roupa que têm uma segunda vida graças à reutilização e à reciclagem. A associação promove a gestão e a moda sustentável através dos contentores dispostos pelas ruas e da sua rede de lojas de roupa em secondhand, formada atualmente por 10 lojas em Lisboa e 5 no Porto.

A gestão sustentável dos resíduos têxteis oferece um forte benefício ambiental e social, ao mesmo tempo que promove a economia circular e o emprego verde. Ao tratar-se de um dos setores mais poluentes do mundo, a moda necessita de soluções sustentáveis para garantir o correto fim do seu ciclo de vida ou, em alterativa, promover a sua reutilização. Considerando que por cada quilo de roupa reutilizado e não incinerado evitamos a emissão de 3,169 kg de CO2 de acordo com um estudo da União Europeia, é essencial dar destaque ao tratamento dos recursos têxtis como combate às alterações climáticas. Desta forma, as 3.400 toneladas de roupa recuperadas pela Humana, em 2019, representam uma poupança de 10.000 toneladas de CO2 para a atmosfera.

Os portugueses deitam fora aproximadamente 200.000 toneladas de roupa usada anualmente, parte da qual vai parar aos caixotes do lixo indiferenciados. Apesar de, na sua totalidade, os resíduos têxteis perfazerem cerca de 4% de todos os resíduos produzidos no nosso país, tem se verificado nos últimos anos uma subida do seu volume, devido a uma realidade que não é exclusiva a Portugal, mas comum a todo o mundo ocidental como resultado da fast fashion – moda acessível que segue tendências muito efémeras e que, por isso, se torna obsoleta num curto espaço de tempo.  

A partir de 2025, a recolha seletiva de têxtil la será obrigatória em toda a União Europeia. Portugal deve, portanto, fortalecer o seu compromisso em dar uma segunda vida à roupa e contruir os alicerces para que a partir dessa data todos os municípios do país contem com contentores de roupa e calçado.   

Segundo Filipa Reis, promotora nacional da Humana “é fundamental a consciencialização da população, sobretudo dos mais jovens, já que estará futuramente nas suas mãos a proteção ambiental e este passo só pode ser dado através da educação”.