Lojas HUMANA

Almirante Reis 3Av. Almirante Reis 104-B 1150-022 Lisboa
Tel: (+351) 218 139 327

Almirante Reis 1Av. Almirante Reis 26-A 1150-018 Lisboa
Tel: (+351) 217 971 019

Júlio DinisRua Júlio Dinis 936 4050-322 Porto
Tel: (+351) 22 600 08 08

Morais SoaresRua Morais Soares 70 1900-348 Lisboa
Tel: (+351) 218 131 557

Almirante Reis 2Av. Almirante Reis 94 1150-022 Lisboa
Tel: (+351) 218 132 713

AreeiroPraça Francisco Sá Carneiro 10A - 10B 1000-160 Lisboa
Tel: (+351) 218 450 909

Fanqueiros, 225Rua dos Fanqueiros 225 1100-229 Lisboa
Tel: (+351) 218 861 187

CedofeitaRua de Cedofeita, 327 4050-109 Porto
Tel: (+351) 220 123 394

Passos ManuelRua Passos Manuel 62 4000-450 Porto
Tel: (+351) 22 201 17 80

Fanqueiros, 197Rua dos Fanqueiros, 197 1100-229 Lisboa
Tel: (+351) 210 183 041

Alexandre BragaRua Alexandre Braga 134 4000-124 Porto
Tel: (+351) 222 058 072

Avenida de Roma 3Av. Roma, 3. 1000-191 Lisboa
Tel: (+351) 211 502 048

5 de OutubroAvenida 5 de Outubro, 72 1050-059 Lisboa
Tel: (+351) 217 931 799

Tomás Ribeiro 16Rua Tomás Ribeiro 16 1050-234 Lisboa
Tel: (+351) 218 026 552

Santa CatarinaRua de Santa Catarina 513 4000-124 Porto
Tel: (+351) 220 190 115

Associação Humana mantém a recolha selectiva de têxtil

02-04-2020

Desde a declaração do estado de emergência Humana permanece muito atentos às indicações das autoridades sobre os procedimentos a seguir no que diz respeito à recolha selectiva de têxtil. De igual forma, mantém um contacto directo com as entidades municipais com as quais temos uma parceria e/ ou contratos de serviços.

De acordo com a nota informativa ‘Gestão De Resíduos em Situação de Pandemia por SARS-CoV-2 (COVID-19) Orientações e recomendações’ de 22 de março da Agência Portuguesa do Ambiente, ‘a gestão de resíduos dos domicílios em que não existem caso(s) suspeito(s) ou confirmado(s) de infeção por COVID-19 continuará a realizar-se de modo habitual, com as alterações preconizadas pelo Município ou sistema de recolha da área geográfica em causa. Recomenda-se, nesta situação, que a recolha seletiva seja mantida, evitando sobrecarregar os tratamentos de destino final incineração e aterro’.

Assim sendo, enquanto as circunstâncias possam permitir, a Associação Humana irá manter a recolha selectiva de têxtil em condições semelhantes, atendendo a todas as recomendações e normas provenientes da Direcção Geral da Saúde, e tal como referimos anteriormente, iremos manter o contacto permanente com os Municípios e Entidades Privadas com as quais a nossa associação colabora.

Os trabalhadores da Humana envolvidos nas operações de recolha e tratamento de têxtil cumprem escrupulosamente as medidas de segurança já definidas nesta matéria, nomeadamente em termos de higiene e utilização de equipamentos de proteção individual (EPI). Reforça-se a necessidade de higienização dos próprios EPI, no mínimo diária. Aplicamse neste âmbito todas as medidas já preconizadas pela Direção-Geral da Saúde, assim como eventuais medidas adicionais que venham a ser determinadas.

Existe ainda um estudo do Instituto Nacional de Saúde (INS) dos Estados Unidos e da Universidade da Califórnia, que afirma ser pouco provável que o coronavírus sobreviva na roupa. Além disso, a Unidade de Alta Contenção Biológica do IRTA-CReSA confirmou, quase com total certeza, que a roupa, por ser uma superfície porosa, como o papel, faz com que o vírus seja "sequestrado", facilitando a sua desactivação e, como tal, a sua capacidade de causar a doença desaparece.

Enquanto gestores de resíduos, somos essenciais para o funcionamento das cidades, como tal a nossa motivação será continuar a recolher a roupa enquanto é possível, e oferecer o melhor serviço tendo em conta a excepcional situação que vivemos.